domingo, 13 de novembro de 2011

Escritos, escritos...


Na última postagem, comecei a copiar textos de meu pai. Sempre gostei demais do que ele escrevia e vou compartilhar isso com vocês aos poucos. Mas não só ele tinha o dom da escrita. Minha mãe era poetisa, desde menina. Seus versos são lindos, intensos... Ainda bem que o caderno dela foi salvo da enchente!!! :D É um tesouro que guardo com o maior carinho!!! Então, nada mais justo do que também usar esse espaço para divulgar esta artista e seus poemas, né? ;)

Para começar, um acróstico que ela fez para mim quando eu nasci... e que de tanto que gosto, sei de cor! :D

Andréa filha querida...
Nascestes de minha vida,
Do amor, da dor, da alegria...
Recolhida em meu regaço,
Eu recebi em meus braços,
A vida que me sorria

Ela escreveu muitas outras para mim, outras tantas para o meu pai, para minha irmã, para assuntos os mais diversos... meu avô chegou a divulgar parte deles na revista espírita "O Reformador", da qual era colaborador.

Esta outra poesia sempre foi uma de minhas favoritas quando menina, pela leveza e pela graça que traz. Ela escreveu para meu pai, que foi seu professor particular de matemática antes de começarem a namorar. A data da poesia é julho/75, quando já estavam casados há sete anos.

MEU PROFESSOR
(Solange Tikhomiroff)

Certa vez eu tive um professor...
Ele ia em casa de meus pais
Ensinar-me com todo o seu calor,
A matemática de todos os meus "ais"

Ele era belo e imponente,
Tinha a voz doce e equilibrada,
Confundia muito a minha mente
E me ensinava a raiz quadrada...

Não sei como aprender eu conseguia,
Perturbada do jeito que ficava...
Quadrado e círculo eu confundia,
Todas as vezes que ele falava...

E um dia a aula fracassou...
Nossos olhares vieram a se encontrar,
Seu carinho ele me confessou,
E desde então só me ensinou a amar!

É... eu devo ter puxado deles o gosto pela escrita! :D Ainda que não possa comparar meu talento ao deles, sempre gostei demais de escrever, e faço isso sempre que tenho oportunidade! Bom... esse blog é prova disso! ;)

Eu volto!

Andréa

1 comentários:

Clarice disse...

Déia... que bênção seus pais em sua vida! Parabéns pela força e por compartilhar seus escritos (lindos!).

13 de novembro de 2011 23:04

Postar um comentário